sexta-feira, 20 de junho de 2008

Incomunicável


Hoje eu acordei com vontade de dormir de novo.
Todo dia nos dado é dia do novo,
dia de novo encanto,
de cantos antigos em qualquer um dos cantos do meu coração.
Acordei com saudade dos dias de poucos bolos,
de poucas velas,
dos presentes dados com muita pena,
muita penação e muita reza.

Aqueles eram dias eufóricos?
Não.
Eram sim,
máscaras da tristeza,
eram feridas abertas,
cobertas de um sonho esperando a verdade há mais tempo
que minha estação celebrada nas embalagens do hoje.

Hoje eu acordei sabendo que mudar é passar pela dor.
Eu soube que aquele tempo, todo o nada que eu tinha
é realmente nada do que tenho hoje.
Que falta nos faz a inocência,
das verdades nuas e desavergonhadas,
daquele quarto de todos nós,
um castelo em minhas ânsias,
Daquelas flores,
um jardim em meu paladar.

A dor não é a mesma continuamente
e nem para sempre.

Deus é o sempre,
comigo ininterruptamente.

E pra hoje,
colho os restos do passado e com ardor,
devoro as minúcias
pra semear os detalhes,
pois em retalhos,
vou costurando um cobertor de memórias,
e colhendo as histórias
pra eu sempre lembrar de mim
quando debaixo dele eu acordar.

Acordar com ela...

33 comentários:

Weber disse...

bom demaiss ow!!!
só não gostei dessa parte:
"Deus é o sempre,
Comigo ininterruptamente."
Mas enfim, muito bom, gostei mesmo, depois vou por seu link na minha página.

att.:
http://poesiadeseducada.blogspot.com/

Thiago Sva disse...

karaka mto bom o texto!! parabens o blog ta otimo!!


abraços e sucesso

www.indaiacity.blogspot.com

Hugo Jr. disse...

muito legal o texto...
só mudaria o começo: "Hoje eu acordei com vontade de dormir de novo."
tiraria o hoje... pq me ocorre todos os dias!!! hehehe


www.tirashd.blogspot.com
www.1irmao.blogspot.com

G ! disse...

Ótimo texto, me vi nele muitas vezes. :~

Une Petite Femme disse...

me identifiquei de cara (exceto a parte que fala de deus)! hoje acordei meio assim... parabéns, vc escreve muito bem!

bjs

Conto atômico & cômico disse...

muito bom o texto...
tem dias que a gente não se encontra na gente.. e sim nos outros... :/

um aabraço!

visite o meu blog >
http://www.contoatomico.blogspot.com/

Mickey disse...

Muito bom o texto...gostei. apesar d se incomunicável...t+

http://www.sonacachaca.com

Weber disse...

eu não tiraria o "hoje"
afinal, o hoje é todos os dias, não é verdade!? o ontem e o amanhã é só na nossa imaginação.
*aos poucos estou lendo o resto do blog.

Antonoly disse...

"Hoje eu acordei sabendo que mudar é passar pela dor".
Fantástica essa frase, me identifico com ela rsrsrsrrs.
Valeu!

www.logado.wordpress.com

**Ciranda da Bailarina** disse...

Muito bom, mas cuidado com essa solidão que te desconforta.

amandaedalete disse...

qua massa! foi vc mesmo que fez?

Beline Cidral disse...

Como se a infância fosse a única coisa verdaddeira que nos é permitido...

riga disse...

e Deus não é dor para sempre?

Aline disse...

Oi Grazi!
Acredita que só hoje consegui ver o scrap que me mandou falando desse blog? (O Orkut está muito ruím).
Falando nisso você excluiu o seu né?? Que feioo! rs

Sobre o texto, eu adorei!
Muito legal!
Gostei da parte que fala da falta que faz a inocência de quando éramos menores... Eu sinto falta disso (apesar de não ser tãooo velha assim né.. rs)
Às vezes dá vontade de voltar...

Saudadeeee de você!
Beijo!

Line.

Loreley disse...

Fantástico!!

Marília Chaves. disse...

nossa, muito bom hein!
adorei essa parte:
'Que falta nos faz a inocência,
das verdades nuas e desavergonhadas..'
é o que falta realmente hoje.

gabii heusi disse...

ksaoksaopsk
neh !?

uhum. vou continuar escrevendo siim. e vce jah eh um poeta nato pelo jeito ! ;]

bonito texto !

http://bejomeliga.blogspot.com

Luiz Almeida disse...

legal o texto, mais "Deus é o sempre,
Comigo ininterruptamente." eh foda neh!

visita la
casosdeformiga.blogspot.com

Katarina disse...

O tempo é mesmo implacável. E o curioso de tudo é q só pensamos nele depois q ele passa por nós apressado... E ficamos olhando o vulto perplexos.

Incomunicável é profundo e nos anuncia algo q fingimos nao saber.
Gostei mesmo.

Lovelace disse...

os dias seriam muito chatos se fossem todos iguais, né?
a gente até pensa que são iguais , mas na verdade, cada um tem seu momento especial aquele mesmo que você aprende alguma lição, por mais medíocre que seja.
curti seu blog.
beeeejo
.______.~*

Mandy disse...

Muito bom seu post!!! Parabéns pelo blog.

Tem dias q tudo parece ser difícil...

Incrivelt disse...

continue com seus textos cara


www.sfjb.blogspot.com

Sammyra Santana disse...

Gostei muito desse texto!
Todo dia a gente ganha novas oportunidades pra melhorar o que já está bom e pra reverter completamente o que tá ruim!
Beijo

Dantas. disse...

q lindo texto. parabéns.belo,belo.

Hugo Jr. disse...

vc escreve muito bem cara...
se esforça um pouquinho pra publicar um novo!!!
tô na espera!!!


www.tirashd.blogspot.com
www.1irmao.blogspot.com

Victor Moraes, disse...

lindo texto! ótimas palavras!

'...e amanheça brilhando mais forte ♪♪♪'

Dani Antunes disse...

Tudo como sempre muito bom por aqui.
E concordo que um esforço é de grande valia. Ficamos com saudades quando vc não posta. rs

Beijos!
Boa semana pra ti! ;)

⋆     T h aa disse...

Excelente texto !
Bom meeesmo :_)

Beijos ;*

Lucas Fernandes Alvarenga disse...

Primeiro, parabéns pelo blog. O conjunto é de excelente qualidade.

Bem, li algumas poesias hoje, mas nenhuma havia me chamado atenção como esta.

Realmente crescemos na dor e a cada raiar do dia, percebemos a importância de se crer e ter coragem de enfrentar os inúmeros obstáculos da vida.

A final, viver é um exercício de conhecimento, discernimento e crescimento contínuo.

Parabéns!

Não escrevo com ti, mas fica o convite para que conheças meu blog:
___________________________________
http://semfronteirasnaweb.blogspot.com

Rê Thuler disse...

adorei o texto, e adorei o blog!

Hoje acordei assim tambem, como você se descreve no texto.

Parabpens pelo blog
beijãoo

Katarina disse...

Independência afetiva deveria existir sempre? Bem, penso que sim para o bem da sanidade mental de todos nós... Porém, afirmo, com "catiguria", que essa independência nem sempre é possível... às vezes a paixão nos domina de uma forma que nos tornamos escravos do sentir. É algo que sentimos na pele, nos ossos, na mente, que nos devora sem pedir licença... E nos domina, simplesmente. É uma irracionalidade onde não é possível o controle.
Abraço forte.
Ah, e obrigada VC pela visita.

Sammyra Santana disse...

Ai... hj eu tb acordei com vontade de dormir de novo...

bjo

lorena disse...

ow rpz, mt bom
cheiro de nostalgia, de lembrança, de memoria, não que o antes fosse melhor q o hj, mas q dá um quê de saudades, isso dah
parabéns pelo blog e pelo estilo, mt bom

=]